sábado, 8 de abril de 2017

TOP 10 Melhores Animes - Temporada de Janeiro/Inverno/Winter 2017


Este é o post em que listarei os 10 que mais gostei da temporada de janeiro. Desta vez eu acabei encerrando apenas um pouco mais de dez animes, então tive que encaixar alguns nesse top mesmo sendo aquela coisa...

Para cada anime haverá um mini e resumido review. A classificação é feita pelos que mais gostei de ver / mais entretiveram (alguns estão em ordem aleatória por empate), já a nota é pela minha crítica ao mesmo.  Na tabela a representação das notas. Clique aqui e entenda melhor sobre o sistema de notas.

Regras:
1. Animes que ainda não acabaram não entram no TOP.
2. Animes de outras temporadas que acabaram nesta podem entrar.

Postagens relacionadas:



***

10º - Seiren

Fonte: Original
Gênero: Slice-of-life, Romance
Diretor: Tomoki Kobayashi (Akame Ga Kill!)
Estúdio: Studio Gokumi e AXsiZ² (Koukau no Pandora)
Episódios: 12

Sobre: História original do designer de Amagami SS, sem sinopse revelada

Review: 

Seiren foi uma experiência diferente para quem já estava acostumado com romances escolares muito quadrados, e até mesmo para quem viu Amagami. A maioria dos desenhos japoneses que tratam de romance escolar são isolados de casos reais, parece que os autores ficam dentro de uma caixa quadrada e não entendem como adolescentes agem no mundo real nos dias atuais; Claro que as conotações são de origens costumeiras japonesas em que os adolescentes são de fato muito tímidos, mas Seiren tenta explorar um pouco mais de realidade, talvez mais atual, mostrando os jovens agindo como eles mesmos, falando bobeiras, fazendo besteiras e sendo irresponsáveis ou incoerentes. Essa é um pouco da premissa em que Seiren se baseia, o que é funcional para aqueles que preferem uma experiência diferente para com o comportamento dos jovens.

Referindo-se ao roteiro, o anime seguiu ao padrão do seu antecessor no qual foi inspirado e concluiu a série com um total de três rotas, três heroínas diferentes para o protagonista se apaixonar. As duas primeiras rotas em particular me agradaram mais e me chamaram atenção pelos temas abordados e a forma dos mesmos, com esses resquícios já explicados acima, ainda que seguindo aquele mesmo padrão de acontecimentos similares a Amagami. O último arco decaiu, talvez pelo fato da heroína ser a mais sem graça de todas, fazendo com que no final o conjunto do anime fosse apenas mediano em relacionar questões atuais com um roteiro mais ou menos. Vale citar também que os designs não são tão consistentes como em Amagami ou Amagami SS, ainda que eu os ache bem mais bonitos. No geral, foi uma experiência ok para quem acompanhava um episódio por semana, mas pode não servir tanto para quem for maratonar se realmente não chamar atenção, o entretenimento é facilmente perdido. Nota:  6.5/10

9º - Youjo Senki

Fonte: Novel

Gênero: Militar, Magia
Diretor: Yutaka Uemura (Dantalian no Shoka)
Estúdio: Studio NuT
Episódios: 12

Sobre: A história é sobre um trabalhador bem sucedido que depois de enfurecer um deus é reencarnado em um mundo paralelo como uma garota.


Nota: 6.5/10



8º - Masamune-kun no Revenge 

Fonte: Mangá
Gênero: Comédia, Harém, Romance, Escolar
Diretor: Jimbo (Fate Illya)
Estúdio: Silver Link (Fate Illya, Baka to Test)
Episódios: 12

Sobre: A história  foca em um garoto que depois de sofrer bulling da garota por quem era apaixonado quando criança, toma iniciativa para começar a malhar e se cuidar para poder se vingar. Anos depois, se torna um dos garotos mais populares da escola, com boas notas, boa aparência e bom em esportes. Para sua surpresa a garota por quem era apaixonado aparece em sua escola, com a mesma personalidade terrível de anos atrás. É então chegada a hora dele executar sua vingança pelo que ocorreu no passado.

Review:

Masamune foi uma comédia até divertida de se assistir, pelo menos no começo. A trama se desenvolve de maneira boa/ok pelo menos nos sete ou oito primeiros episódios (já não lembro direito até qual ponto especificamente), com bom humor e personagens centrais simpáticos, na medida do possível; Era interessante de se ver a relação da Akki e Masamune que não era nada clichê e tinham seus pontos altos. O problema mesmo surge após o roteiro ficar um pouco mais sério por tanta reviravolta, quando o gordinho resolve aparecer na série. Daí em diante o anime desandou de maneira sem igual, o desfecho foi tolo e o final aberto deixou muito a desejar - embora muitos acreditem que foi gancho para uma nova temporada, que muito dificilmente será anunciada. Nota: 6.5/10




7º -Kono Subarashii Sekai ni Shukufuku wo! 2

Fonte: Light Novel
Gênero: Comédia, Aventura, Fantasia, Sobrenatural
Diretor: Takaomi Kanasaki (Kore wa Zombie)
Estúdio: Deen (Kore Wa Zombie Desu Ka)
Episódios: 10

Sobre: Segunda temporada. O protagonista morre de forma idiota e é mandado para um mundo de fantasia que parece um jogo de RPG, e que acaba virando parceiro da deusa que o ressuscitou e de outas garotas inúteis.

Review:

Kono Suba 2 foi executado com um design muito mais inconsistente e zoado do que o normal, de forma proposital, mas não foi a todos que isso agradou. No começo foi bacana, mas isso acabou me soando forçado com o passar dos episódios. Ainda que isso varie apenas do senso de humor de cada um, para mim foi legal mas foi ficando repetitivo de mais usarem dessa distorção dos personagens para fazer humor. Já a comédia embutida no roteiro se fez bem maluca e consistente até o fim, isso sim foi bom apesar do desfecho em aberto. Com certeza foi um bom entretenimento, embora eu prefira a primeira temporada por questões óbvias. Nota: 7/10

6º - Kuzu no Honkai 

Fonte: Mangá
Gênero: Drama, Romance, Escolar, Seinen
Diretor: Makoto Uezu (White Album 2)
Estúdio: Lerche (Danganronpa, Monter Musume)
Episódios: 12

Sobre: A história é sobre um casal que os alunos do colégio consideram perfeito, mas na verdade só está junto tentando consolar a solidão um do outro, já que ambos gostam de outras pessoas que não compartilham seus sentimentos (professores). Eles passam o dia juntos se pegando para tentar preencher o vazio que sentem por não terem quem realmente amam. Será que isso vai continuar pra sempre?

Review: Não pretendo de forma alguma me estender sobre Kuzu no Honkai e o quão problemáticos são seus personagens, foi literalmente um show de desgraça alheia como tenho dito desde a estreia, porém foi um anime bem feito. A direção de arte para representar os sentimento dos personagens, o design bem acabado, a forma da passagem das cenas com aquela direção com formatos simétricos, a parte técnica em geral foi boa sem muito do que reclamar. O problema são os personagens fazendo atos inimagináveis, as questões de homossexualidade, assédio e outros que não foram nada satisfatórios. O desfecho final, ainda que de certa forma apenas tenha voltado na estaca 0 da história, foi bem fechado. Nota: 7.5/10

5º - ACCA Jusan-Ku Kansatsu-Ka 

Fonte: Mangá
Gênero: Drama, Policial
Diretor: Shingo Natsume (One Punch Man)
Estúdio: Madhouse (One Punch Man, Overlord)
Episódios: 12

Sobre: Em um mundo separado em 13 alas, cada ala tem uma divisão de observação controlada pela organização “ACCA.” A história segue Jean, conhecido como o membro mais astuto da ACCA, entre outros membros.


Review Completo do Anime pelo Tohno.




 4º - 3-Gatsu no Lion

Fonte: Mangá
Gênero: Slice-of-life, Drama, Seinen
Estúdio: Shaft (Monogatari, Nisekoi)
Diretor: Shimbo (Monogatari)
Episódios: 22

Sobre: Segue o solitário jogador de soghi chamado Rei e seu relacionamento com a família vizinha. Ele se torna intimo de Akari, e duas pequenas garotas, Hinata e Momo, que também possuem uma grande quantia de gatos.


Nota: 7.5/10

3º - Demi-chan wa Kataritai 

Fonte: Mangá
Gênero: Comédia, Slice-of-life, Fantasia, Escolar
Diretor: Ryou Andou (Gate, Love Live Sunshine)
Estúdio: A1-Pictures (Sword Art Online)
Episódios: 12

Sobre: O protagonista realiza seu sonho e torna-se professor em uma escola de meninas "demi-humanos". Agora ele tem que lidar com as alunas, que incluem uma vampira indisciplinada, uma menina tímida sem cabeça e uma succubus. 

Review:


Demi-chan surpreendeu a todos que assistiram. No início parecia penas mais um slice of life com garotas monstro que possuiriam um tremendo fanservice como já é costumeiro por aí, mas fomos recepcionados com uma ótima história sobre várias criaturas e seus comportamentos, além de um clima mais leve e uma comédia no ponto certo com o ótimo timming da direção. 


Além de bonito e bem produzido a série passou bons ensinamentos e até mesmo reflexões sobre alguns comportamentos em uma diversidade de povos, contendo uma visão diferente dessas criaturas que sempre são vistas como lendas no seu lado pejorativo em praticamente todas histórias em que são citadas. A parte técnica foi boa, o roteiro e narrativa coesivos, e no geral um anime que vale a pena assistir com certeza 


Nota: 8/10

2º - Kobayashi-san Chi no Maid 

Fonte: Mangá

Gênero: Comédia, Slice-of-Life, Fantasia, Seinen
Diretor: Yasuhiro Takemoto (Amagi Brilliant Park)
Estúdio: Kyoto Animation (Kyoukai no Kanata)
Episódios: 12

Sobre: Na história um dragão em dívida com uma humana por tela salvado se torna sua maid, e com o tempo mais garotas dragão vão aparecendo para perturbar a vida de Kobayashi

Review


Com certeza a comédia na qual eu mais me diverti nessa temporada. Não só pelas esquetes de todos episódios que me chamaram atenção a beça, mas pela simpatia e carisma do elenco principal que conquistou praticamente todos que assistiram - fazendo o anime ficar bem famoso -, e qualidade visual que o estúdio proporcionou. Mais uma vez, trata-se de comédia, é gosto pessoal e ninguém tem obrigação de concordar, porém ocorreu de cair como uma luva para mim uma comédia tão legal e divertida com uma animação de dar inveja em praticamente todos os outros animes da temporada. O desfecho final ainda teve um grande twitst emocional que apertou bastante os corações de quem assistia, foi lindo, conseguiram um final bem impactante e sério da maneira perfeita em que a comédia merecia. Nota: 8.25/10

1º - Shouwa Genroku Rakugo Shinjuu 2: Sukeroku Futatabi-hen 

Fonte: Visual Novel
Gênero: Ação, Drama, Mistério, Sobrenatural 
Diretor: Shinichi Omata (Sankarea)
Estúdio: Deen (Kore Wa Zombie Desu Ka)
Episódios: 12

Sobre: Segunda temporada. A história gira em torno de um prisioneiro que foi libertado por bom comportamento durante a era Shouwa (1960 até início de 1970). Quando ele retorna para a sociedade, começa uma nova vida como rakugo (contador de histórias humorísticas). Tocado pelo papel de Yakumo como “Shinigami”, ele pede ao mestre para aceitá-lo como aprendiz

Review:


Rakugo 2 foi a parte final de uma obra prima que se encerrou. A primeira temporada que em sua maioria apenas passou sobre o passado de Kiku, foi o melhor anime de 2016 para mim junto de Haikyuu 3, e agora esta segunda parte que contou a história presente de Yotarou e seu mestre até o final conseguiu me extasiar com outro anime que dificilmente será batido como melhor de 2017. 


Toda a trajetória simbólica do mestre Yakumo e Sukeroko foram esplendidamente representados, de forma fervorosa e muito dramática em praticamente todos os episódios.O roteiro dessa série foi fenomenal, ver os desfechos culturais e tradições de uma geração que conduziu a arte do Rakugo foi impressionante, os elementos simbólicos sobrenaturais existentes foram tão grandiosos que é muito difícil falar de tanta coisa boa em um mini-review desses, são tantas as representações e significados que o anime precisa merecidamente de uma análise a parte, e uma hora terá. Acompanhamos o fim de uma grande história de vida de vários personagens grandiosos, de uma magnifica cultura que conseguiu sobreviver até os dias atuais com muito esforço; Como falei antes sobre esse final, pago para ver o dia em que haverá outro anime de temporada com tamanha grandeza artística sintomática e cultural como essa. Não acontecerá tão cedo. Nota: 10/10

--

Outro:

Tales of Zestiria: The X - Não entrou no top pois adiaram o último episódio para o fim de abril, não quero esperar. Provavelmente entraria entre a colocação 10-8, só assisti pelo entretenimento visual. Nada mais.

***

Nenhum comentário:

Postar um comentário


HGS Anime - 2016