sábado, 3 de setembro de 2016

Review - Ping Pong The Animation (2014)


"Você é um herói, não é?"
OBS: Este review possui spoilers não tão leves sobre o anime.

Sinopse
Dois amigos de infância - Smile e Peco, são membros do clube de ping ping de seu colégio e bem talentosos no esporte. No entanto, a personalidade quieta de Smile evita com que ele seja capaz de derrotar Peco. O treinador do clube percebe o talento de Smile e trabalha para mudar sua atitude sobre o esporte.

Análise
Ping Pong é um dos poucos animes de esporte que tem um desenvolvimento tão bom e real que não viaja no roteiro ou utiliza super poderes/habilidades especiais para os personagens serem bons.

O anime se trata sobre heróis, mas um tipo diferente. Smile e seu amigo de infância tem uma relação e conexão muito grande por causa do esporte; O protagonista era um garoto tímido, dito como quase robótico, que sofria bullying no primário e era ridicularizado por todos. O herói da história? Peco. O apelido "Smile" não era porquê o garoto sorria, e sim porque Peco viu que jogando ping pong ele ficava sorridente e feliz, tornava-se outra pessoa. E assim o esporte mudou a vida desta criança, que almejava ser tão bom quanto seu heroico amigo, que também foi salvo por ele no momento presente da história.


O desenrolamento do anime acontece nos jogos de verão do intercolegial, com partidas intensas, emocionantes e realistas do esporte, mostrando de suas mais diversas técnicas que aproximam até os mais leigos do assunto a algum interesse. Porém, o diferencial é o excelente trabalho no desenvolvimento dos personagens e seu psicológico. O esporte une novamente os dois amigos, uma vez que Peco estava no fundo do poço sem nenhuma vontade de jogar e o protagonista o cativa a voltar. 

O salvador acaba sendo salvo, enquanto Smile começa a jogar e se soltar para valer quando visto da possibilidade de enfrentar seu velho amigo. Pois é contra Peco que ele queria jogar e dar o máximo de si, e é assim que a história do herói se repete.


Não só a dupla é desenvolvida, mas como outros louváveis adversários que passam ao decorrer da trama, como o jogador chinês que chega no Japão como um astro, e Kazama, o jogador número um. Não só esses, mas outros personagens aparecem em forma de simbolismos dos mais diversos tipos, representando muitas vezes enigmas sobre os personagens centrais. A presença feminina no anime é quase inexistente, tendo em vista que só aparece a treinadora de Peco - uma idosa -, e Yurie, que inclui-se no desenvolvimento de Kazama, embora não tão necessária assim.

Em seu final Ping Pong encerra-se bem com o desdobramento e trama heroico já concluído da dupla protagonista, sem fazer nenhuma enrolação e mostrando o que acontece depois do torneio intercolegial regional. Foi um ótimo ponto para encerrar a história, uma vez que é mostrado quais as decisões que os personagens tomam para o seu futuro e pelo que foram cativados. Uma audaciosa coragem do autor em terminar no ponto certo, com aquele clima de "bem que poderia ter mais."

Aspectos Técnicos
Ping Pong foge completamente da animação convencional de animes. Possui característica própria em seu character design que por mais que não faça com a cara de muitos por aí, é um estilo abstrato original que faz parte da obra. Os desenhos são simples, com traços feitos praticamente na base do rabisco, mas que não deixam a desejar em transfigurar o anime em sua singularidade, e que por serem simples conduzem a uma animação muito bem feita e fluída, feita totalmente com desenhos 2D. 



A direção e roteiro têm seus méritos em ter passado tão fielmente tudo como foi feito pelo autor original, que trabalha bem nas simbologias e seus mais derivados tipos de significados que incessantemente mostravam a personalidade e desejos dos personagens. Uma das partes mais expressivas de simbologia usada foi na parte do treinador do Smile:


E por último, um dos melhores aspectos foi a trilha sonora que foi brilhante em sua execução. Com uma abertura muito bem produzida que animava, ost no meio das partidas de ping pong que sempre deixavam as coisas mais intensas e empolgantes, e seu encerramento que também trazia certas simbologias (tentem descobrir).

Conclusão
Ping Pong é diferente da maioria dos animes de esportes, -  em que os personagens ficam fortes de uma hora para outra com o poder da determinação, ou por meios de habilidades especiais. O anime retrata não só o esporte, mas dois amigos que tornam-se herói um do outro ao decorrer da história e boas progressões psicológicas dos personagens. Com uma ótima parte técnica, com certeza é uma animação que vale a pena dar uma olhada mesmo não sendo fã de esporte.

Direção: 8.5/10
Roteiro:  8/10
Animação: 8.5/10
Soundtrack: 9/10
Entretenimento: 9/10

Nenhum comentário:

Postar um comentário


HGS Anime - 2016