quarta-feira, 6 de janeiro de 2016

Primeiras Impressões - Animes Inverno(Janeiro) 2016


Shoujo-tachi wa Kouya wo Mezasu
© Project no.9
Título:
Shoujo-tachi wa Kouya wo Mezasu
Gênero: Escolar
Estúdio: Project No.9
Diretor: Takuya Satou
Data de estreia: 07 de Janeiro
Número de episódios: –
PV
Sobre: Buntarou não sabe o que ele quer fazer no futuro. Ele não tem qualquer tipo de sonho que deseja seguir, de modo que, atualmente ele só passa os dias andando com seus amigos. Um dia, sua colega Sayuki pergunta se ele quer ajudar com o desenvolvimento de um gal game. Ela diz que tinha se interessado por sua ajuda depois que leu um de seus trabalhos destinados ao clube de teatro. Buntarou não sabe nada sobre os gal games, mas Sayuki afirma que ela tem a capacidade de torná-lo um sucesso. Eles podem fazer o jogo, e que será um sucesso como ela afirma que será? Esta é a história de jovens que tomam um passo ousado em direção ao desconhecido …



Primeiras Impressões


Gapso: O episódio passou rápido e não disse muito. Foi praticamente ele inteiro mostrando uma breve introdução sobre a vida do personagem, sobre como todos pedem as coisas pra ele o que faz pensar que ele é um personagem carismático e engraçado. O episódio inteiro é bem light com diálogos com os personagens da "turminha", até que chegamos no ponto aonde Sayuki pergunta ao protagonista se ele gostaria de ajuda-la em fazer um jogo bishoujo (jogo de conquista de garotas) já que ele é um "bom roteirista". Esse anime promete ser bom, da pra sentir um romance que pode acontecer e os ships que podem rolar. A única coisa que me incomoda um pouco é o filtro usado nos personagens que é igual o usado em Rakudai Kishi, que pra quem assistiu pode ter gostado por ser um anime de ação, mas me incomoda em animes assim mais parados, (slice of life, mesmo que não esteja no gênero que seja um) parece que não fica "liso" a animação, sei lá, é algo da minha cabeça. Mas enfim, é esperar pra ver o desenvolvimento da história e dos personagens. Nota: 3.5/5


Tookan: Achei esse episódio meio cliche, heroina kuudere (fria no começo e depois vai mostrando mais emoções), e protagonista engraçadão. Não gostei muito da Kudara, ela parece ter algum envolvimento com o protagonista, mas ela finje não saber ou lembrar. Gostei da amiga dele a Yuuka, uma personagem cativante a engraçada, me parece que o anime tem um futuro bom, só espero que não quebre minhas expectativas. Nota: 3/5


Ivan_Artory: Até o momento foi a melhor opening/ending que eu vi e gostei bastante. Ps personagens foram meio nostálgicos de certa forma por terem elementos clichês de outros animese mangás. Por exemplo a Yuuko me lembra muito a personalidade da Taiga de Fate/Stay Night, o Bunta é aquele tipico personagem central que todos gostam, que consegue atrair as pessoas para perto de si, sendo de certa forma comum. Animes como esse você tem que acompanhar para ver o desenrolar da história, pode ser daqueles que vai decepcionar ou até mesmo surpreender, nesse quesito fica uma incógnita. Bom, eu gosto de animes assim (mais isso é uma opinião pessoal) se eu indicaria? Claro! Eu quero ver até a onde esse história vai, estou realmente curioso para saber e indico para quem curte esse estilo de anime, será algo semelhante a Saekano. (mas não a nível de Saekano) Nota: 3/5



norn9
© Kinema Citrus / Orange
Título:
Norn9: Norn+Nonet
Gênero: Aventura, Fantasia, Romance, Shoujo
Estúdio: Kinema Citrus e Orange
Diretor: Takao Aboy
Data de estreia: 07 de Janeiro
Número de episódios: –
PV
Sobre: No game para PSP, o jogador pode escolher entre três meninas diferentes para ser a heroína, cada uma com seus próprios par para o romance. Uma determinada canção transporta um menino chamado Sorata Suzuhara a uma época e lugar diferente.
Quando Sorata recobra a consciência, ele encontra-se em um lugar desconhecido – uma antiga cidade, repleta de tons de sépia. A cena é exatamente como as fotos da era Meiji e Taisho que ele via em livros didáticos. Sorata então, encontra três meninas e nove jovens neste mundo, e embarca em uma jornada nos céus com eles no gigante dirigível Norn.


Primeiras Impressões

Gapso: O anime não é ruim. É um romance voltado para o público feminino (você percebe isso nos personagens sendo todos "bonitões"), mas também não é algo que homens não possam ver. A história é boa, pode agradar bastante os dois públicos. Os personagens ainda não disseram muito por suas personalidades e as garotas parecem serem cada uma de uma "personalidade clichê" (tsundere, etc). Nota: 3/5

active raid
© Production IMS
Título:
Active Raid: Kidou Kyoushuushitsu Dai Hakkei
Gênero: Mecha, Policial, Sci-Fi
Estúdio: Production IMS e Orange
Diretor: Noriaki Akitaya
Data de estreia: 07 de Janeiro
Número de episódios: –
PV
Sobre: A história se passa em uma parte de pântano em Tóquio e gira em torno da Unidade 8 da 5ª Seção de Segurança Pública Especial da 3ª Divisão de Mobile Assault – popularmente chamado de “o oitavo” – aqueles que dominam o poder das armas de exoesqueletos “Willware” conterão o crescimento do crime no mundo.



Primeiras Impressões


Gapso: O primeiro episódio pareceu mostrar apenas uma parte da rotina dos personagens, também fazendo a introdução dos mesmos junto da protagonista. O character design é realmente bom, ele é o mesmo de shokugeki no souma, e as cenas em CG também ficaram bem legais em algumas partes, porém o anime não me pareceu promissor, esse episódio um não mostrou muita coisa e deu a impressão que os episódios serão assim com uma "historinha" em cada(Espero estar enganado). Aqueles polícias e vilões se transformando em mechas man, tokusatsu modeno (?) ficou estranho, ainda mais pra mim que não está nada acostumado com isso. No geral, não foi um episódio muito satisfatório para mim, espero que eu esteja enganado nos pontos que citei e que esse diretor me surpreenda no decorrer do anime (é o mesmo diretor de Code Geass). Nota:2.5/5


Ivan_Artory: Comecei a gosta de Mecha com Aldnoah, e sempre que vejo um anime nesse estilo costumo usar ele como parâmetro, um dos pontos que eu gostei foi o controle na questão da computação gráfica que foi controlado sem ser excessivo, o que torna a experiência com o anime agradável (as vezes você nem nota que é CG), a história em si foi bem explicada, e o anime mostrou bastante elementos dos quais eu gosto muito (tecnologia futurista) me fez lembra um pouco de Accel World, para aqueles que gostam de Mecha vale a pena assisti. Nota:3/5


Tookan: Me parece mais um anime clichê de mecha, mas vou dar uma chance à ele. Gostei da equipe um tanto quanto "estranha", personagens com personalidades distintas e uma boa combinação entre animação 2D e CG. Quando eles começaram a lutar eu achei que estivesse assitindo Gatchaman Crowds. Achei legal a estréia, mas não tenho muitas expectativas para esse anime. Nota:2/5



ojisan to marshmallow
© Creators in Pack
Título:
Ojisan to Marshmallow
Gênero: Comédia, Slice of Life
Estúdio: Dream Creation e Creators in Pack
Diretor: Tokihiro Sasaki
Data de estreia: 08 de janeiro
Número de episódios: –
Sobre: O webmangá conta a história de Hige, um cara velho que ama marshmallows, e Wakabayashi, uma colega de trabalho que ama Hige. E assim segue o dia a dia deles e o desenrolar de seu relacionamento.


 Primeiras Impressões:


Ivan_Artory: HAHAHA, não dava tanta risada assim com anime curta desde que assisti Okusama ga seito kaichou,(para quem gosta de animes curtos de comédia e aguenta um ecchi, é uma boa pedida). A história é bem simples juntamente com a animação, porém para um anime de comédia o que importa é o contexto e a história e o Ojisan se saiu bem.

 Nota: 3/5




sekkou boys
© Liden films
Título:
Sekkou Boys
Gênero: Comédia, Musical
Estúdio: Lidenfilms
Diretor: Tomoki Takuno
Data de estreia: 08 de janeiro
Número de episódios: –
PV
Sobre: O grupo Sekko Boys, composto pelo santo militar e lider Santo Giorgio, o talentoso Hermes, o deus da guerra Marte e a celebridade Medici lutam com seus esforços para conquistar uma posição no mundo do entretenimento com a ajuda do empresario Miki Ishimoto, que acabar de se graduar na faculdade.


Tookan: Primeiro curta que vejo dessa temporada. Gostei bastante desse anime, é bem surreal uma Boy Band composta por estatuas kkkkkk, e também achei legal como eles introduziram a empresária deles mostrando algumas coisas que aconteceram com ela antes de se graduar. É uma boa escolha para quem quer ver um anime de comédia sem ocupar muito o tempo. Nota: 3.5/5




shouwa genroku rakugo shinjuu
© Studio Deen
Título:
Shouwa Genroku Rakugo Shinjuu
Gênero: Drama, Josei
Estúdio: Studio Deen
Diretor: Mamoru Hatakeyama
Data de estreia: 08 de janeiro
Número de episódios: –
PV
Sobre: A história gira em torno de um prisioneiro maduro que é liberado por bom comportamento durante a era Showa Genroku do Japão (1960-1970). Este é chamado de Yotaro, o que significaria anti-herói. Quando retorna a sociedade, começa uma nova vida na música. Impressionado com Yakumo Musho interpretando o “o deus da morte“, pede ao maestro para aceitá-lo como aprendiz.



Primeiras Impressões:


Gapso: Uma animação muito impressionante para um slice of life. Os movimentos estavam tão suaves e fluidos, não é nenhum exagero dizer que é uma das melhores animações da temporada. O anime é um slice of life mostrando um ex presidiário que é encarado por um um contador de historias e como não tem nada na vida, pede para esse contador se tornar seu mestre. Essa é um anime que acho que realmente poucos irão assistir. é o tipo de anime que agrada a homens e mulheres mais velha, então a maioria pode achar bem chato. Eu particularmente gostei muito, as historias contadas ao decorrer do episodio fazem a gente imaginar as cenas de um jeito bem empolgante e divertido. Eu realmente gostei desse anime. Podem esperar uma boa animação fluida e impressionante como essa em todos os episódios da serie. Nota: 4.5/5


dagashi kashi
© Feel
Título:
Dagashi Kashi
Gênero: Comédia, Shounen
Estúdio: Feel
Diretor: Shigehito Takayanagi
Data de estreia: 08 de Janeiro
Número de episódios: –
Sobre: O pai de Shikada Kokonotsu é dono de uma loja de doces rural, e seu plano para Kokonotsu é que tome posse da loja um dia. No entanto, Kokonotsu quer ser mangaká! Um dia, no verão, uma linda eestranha menina chamada Shidare Hotaru, de uma famosa empresa de doces, vem fazer uma visita. Aparentemente, o pai de Kokonotsu é famoso e ela quer que ele se junte a empresa de sua família. No entanto, ele só vai concordar se ela pode convencer Kokonotsu para assumir os negócios da família!


 Primeiras Impressões:


Ivan_Artory: "Quase morri de tanto rir" isso define o primeiro episódio. Gostei das referencias que surgem durante o ep isso torna o anime interessante e divertido, a animação em si é bem simples com aspecto de animes mais antigos (meados de 2006) mais nada que atrapalhe a experiência visual, (isso acaba se tornando um detalhe amais para animação). Quanto a história foi brevemente explicada pelos personagens, mais ainda precisa ser melhor aprofundada nos próximos, todavia não tenho dúvida que vai ser outra surpresa dessa temporada; Nota: 4.5/5


Tookan: O pessoal ta com muito hype nesse anime, mas eu não vi muita coisa nesse primeiro episódio que explique o hype, a não ser as refêrencias a outros animes como Hajime no Ippo, Cavaleiros do Zodíaco, Power Rangers, Gundam, Dragon Ball e Dragon Quest. Pode ser que no futuro o anime começe a ficar um pouco melhor, mas por agora ele foi só isso mesmo, mediano. Nota: 3/5


Gapso: Esse anime é cômico! A animação está incrivelmente bem feita para um anime de comédia, por mais que os traços sejam relativamente simples. Uma personagem sádica por doces que fala e age de maneira "inapropriada", um protagonista que é repudiado a seguir os negócios da família, achei interessante o contexto da história para um anime que tem como foco a comédia. Temos a amiga do protagonista, uma tsundere meio inocente. Eu tirei boas risadas nas cenas dela, hauhua!


Eles usaram muito bem a animação e o cenário para enfatizarem as piadas e as referencias cômicas, não houve enrolação e tudo fluiu muito bem, ficou realmente muito legal. Nota: 4/5


© Studio DEEN
© Studio DEEN
Título:
Reikenzan: Hoshikuzu-tachi no Utage
Gênero: Comédia, Fantasia
Estúdio: Studio DEEN
Diretor: Iku Suzuki
Data de estreia: 08 de Janeiro
Número de episódios: –
Sobre: A história começa quando um cometa cai e causa um grande desastre, assim, o clã da família “Reiken” segue a tradição procurar discípulos com a intenção de encontrar uma criança abençoada pelo cometa. O protagonista, que tem uma alma especial que aparece uma vez a cada mil anos, decide executar os testes para ser um discípulo do clã e iniciar o caminho para ser um grande sábio. Segundo Studio Deen, o anime é cheio de gags cômicas.


Primeiras Impressões



divine gate
© Studio Pierrot
Título:
Divine Gate
Gênero: Ação, Fantasia, Sci-fi
Estúdio: Studio Pierrot
Diretor: Noriyuki Abe
Data de estreia: 08 de Janeiro (exibição do 1º episódio em evento no dia 26 de dezembro)
Número de episódios: –
PV
Sobre: Quando um portal Divino abriu-se, o mundo dos vivos, os céus, e do submundo ficaram ligados, inaugurando uma era de caos, onde os desejos e conflitos se cruzam. Para restabelecer a ordem, o Conselho Mundial é formado. Para que a paz seja restaurada, o Portão Divino torna-se uma lenda urbana. Nesse mundo, meninos e meninas considerados aptos pelo Conselho Mundial serão reunidos. Eles são aqueles que visam atingir o portão para alcançar seus objetivos pessoais. Aqueles que alcançam o portão pode refazer o mundo. O que há além do portão? Quando atingirem o portão, mundo mudará? Será que só o passado que mudará, ou o futuro também?


Primeiras Impressões


Tookan: Pelo amor, que episódio chato eu realmente dormi vendo esse episódio, e olha que eu tinha acabado de acordar. Não consigo explicar em palavras o quanto eu fiquei decepcionado com esse anime, personagens com pouca presença e uma animação que deixa a desejar. É por causa de animes como esse que eu não costumo dar chances para animes que vieram de jogos. Nota: 1.5/5 


gako chan
© Feel
Título:
Oshiete! Galko-chan(Please tell me! GALKO-chan)
Gênero: Comédia, Escolar, Slice of Life
Estúdio: Feel
Diretor: Keiichiro Kawaguchi
Data de estreia: 08 de Janeiro
Número de episódios: –
Sobre: O mangá original conta a história de três meninas do ensino médio que são amigas: Galko, Otako e Ojo. Galko é ignorante em seu jeito de falar, mas é uma boa pessoa, popular em sua classe, e é fissurada em filmes. Otako é uma menina timida, que senta em um canto da sala e fala muito pouco, mas é uma boa amiga de Galko. Ojo, entretanto, é uma menina bonita e cabeça oca, mas que tem uma boa relação com ambas.
Os nomes das meninas se referem a seus personagens, sendo Galko uma galã, Okato uma otaku, e Ojo uma filha de boa família.

Primeiras Impressões


Gapso: Mais um dos muitos animes curtas dessa temporada, um mais doido que o outro uhauha. Esse anime me tirou boas risadas nesse episódio de estréia. O design character é bem legal e bem feito até pra um anime curto em que isso não importa muito, mas isso vem de bônus nesse anime. A protagonista faz piada e fala inocentemente de umas coisas bem aleatórias e bobas, é muito engraçado! As suas três amigas têm suas personalidades "estampadas" no nome (Otako, Ojo e Galko) e as situações que acontecem ficam muito engraçadas mesmo com a personalidades delas presentes. Nota: 4/5


Tookan: Mais um dos animes que eu aguardava, achei bem legal a animação e os personagens, mas a comédia é hilária, eu ri do começo ao fim. Nota 4/5


Ivan_Artory: E temos aqui o primeiro anime curto no-sense, bom o anime em si é bem simples, conta a história de 3 garotas com personalidades diferentes cada uma com seus pontos fortes e fracos. É daqueles anime que mostram fatos aleatórios e uma história que não segue um caminho paralelo, são pequenos acontecimentos que não tem conectividade com uma história a longo prazo, é daqueles animes curtos que você assisti apenas para dar risada com os personagens sem ter muito o que esperar, e sem ter que se decepcionar com algum final inesperado. Nota 2.5/5

 

© Studio Gokumi
© Studio Gokumi
Título:
Koukaku no Pandora
Gênero: Ação, Comédia, Ecchi, Sci-fi
Estúdio: Studio Gokumi
Diretor: Munenori Nawa
Data de estreia: 08 de Janeiro
Número de episódios: –
PV
Sobre: Em uma era onde grandes desastres naturais acontecem por todo o mundo, ciborgues e robôs autônomos começam a aparecer nos mercados de nações tecnologicamente avançadas, e as principais potências mundiais competem por tecnologia e recursos, o abismo entre ricos e pobres cresce e o futuro dos pobres parece sombrio. Nesta fase de transição, todo mundo está acomodado e o caminho de saída não é claro … Esta é a história de como duas meninas cibernéticas se encontram.



Primeiras Impressões


Tookan: O anime me surpreendeu muito, achei que seria um anime sem conteúdo, mas me enganei. Gostei da animação, dos traços e principalmente da doutora Uzal (aquela carinha). O que mais me chateou foi aquela transformação dela, não fez quase nenhum sentido ela se transformar daquele jeito para "preservar" a identidade, ela nem sequer se preocupou em esconder o rosto. Recomendo para quem gosta de dar umas boas risadas. Nota 4/5


luck and logic
© Dogakobo
Título:
Luck & Logic
Gênero: Ação, Fantasia
Estúdio: Dogakobo
Diretor: Koichi Chigira e Takashi Naoya
Data de estreia: 09 de janeiro
Número de episódios: –
PV
Sobre: Na LC 922, as pessoas enfrentaram uma crise súbita.
Em Tetra Heaven, a terra de lendas, uma guerra de centena de anos havia chegado ao fim. Os deuses que perderam a guerra procuraram por um novo lugar para morar, encontraram Septpia, o mundo humano, e passaram ao ataque. Os Logicalists ligados a ALCA, uma agência especial da polícia cujo dever era proteger cidades de agressões por parte de estrangeiros (anjos), foram obrigados a agir em defesa da cidades.
E dependendo de sua capacidade, Logicalists poderiam iniciar um laço(trance) com deusas do outro mundo para ter uma chance de lutar no campo de batalha.
Um civil chamado Yoshichika Tsurugi, que não possuía “Logic”, vivia feliz com sua família, até que foi pego em um ataque, e se abrigou junto com outras pessoas. Ele conhece uma bela deusa chamada Athena. Em suas mãos, ela tinha o “Logic” que faltava em Yoshichika. Agora, tanto Yoshichika quanto Athena enfrentaram seus destinos.


Primeiras Impressões


Ivan_Artory: Eu pensando que já tinha me impressionado o bastante com as histórias dessa nova temporada ai vejo esse anime e fico sem palavras. Apesar da história ser um pouco confusa no começo típico daqueles animes com linhas temporais diferentes, e apesar do anime ter um pouco de elementos clichês dos quais já vimos em temporadas passadas. Nada tira a qualidade da animação e dos pesonagens que estão muito bem feitos, e a história tem uma pegada diferente e acaba sendo interessante de se ver. O anime também mostra um lance de romance que acaba cativando quem gosta desse estilo. Eu estou particularmente estou ansioso para ver o desenrolar dessa história, e as lutas parece que vão ser bem intensas sendo esse um dos pontos fortes dessa animação.Nota: 3.5/5


Tookan: Essa temporada está cheia de animes com um futuro promissor e esse com certeza esse é um deles. Me impressionei muito com esse episódio, lutas, animação de qualidade, personagens carismáticos, tudo isso em um único episódio. Gostei de como eles introduziram o protagonista mostrando algumas partes do passado dele, mas sem revelar muito. Gostei de como eles utilizaram o CG nas lutas, sem deixar muito exagerado fazendo o anime ficar com uma animação agradável. Nota: 4/5


Gapso: O episódio por si não explicou muita coisa. Fez a gente "pensar", juntar as cenas e as informações picadas que foram passadas e chegar num senso para entender um pouco do que aconteceu e como é o mundo. Os traços não são dos melhores, mas também não há porque reclamar, é só um pouco de inconsistência que ocorre principalmente com o protagonista. O CG usado ficou realmente legal, eles souberam disfarçar bastante o misturando com 2D e ficou quase imperceptível. Se esse episódio tivesse entregado uma luta mais emocionante e empolgante eu poderia avaliar de outro jeito. Os designs também são ok. Esperamos que eles expliquem bem a história ao decorrer da série, mesmo se for nesse modo que faça a gente "juntar os pontos". Por enquanto parece um anime ok. Nota: 3/5


bubuki buranki
© Sanzigen
Título:
Bubuki Buranki
Gênero: –
Estúdio: Sanzigen
Diretor: Daizen Komatsuda
Data de estreia: 09 de Janeiro
Número de episódios: –
PV
Sobre: Um anime original produzido para comemorar 10º aniversário de estúdio do Sanzigen.





Primeiras Impressões


Tookan: Essa temporada está se superando a cada anime novo lançado, não achei que esse anime seria tão surpreendente, mesmo ele sendo Full CG. Achei bem legal a parte das lutas, a animação é bem fluida e estonteante a ponto de você achar que está vendo a cinematic de algum jogo.Nota:3.5/5


Ivan_Artory: Animes com computação gráfica são sempre vistos com muitas criticas, eu particularmente achei perfeito a animação. A história também está muito boa para um anime com elementos Mecha, apesar de que o primeiro episódio ter sido muito corrido, e no qual mal da para você entender o contexto da história e as razões de tudo! O anime promete ter bastante ação uma coisa que é boa por se tratar de um FULL CG.  Nota 3/5



© Kodansha
© Kodansha
Título:
Fairy Tail Zer Spin off
Gênero: Ação, Fantasia, Shounen
Estúdio: A-1 Pictures
Diretor: –
Data de estreia: 09 de janeiro
Número de episódios: –
Sobre: Há muitos anos, Mavis Vermillion era uma serviçal na Ilha Sirius, maltratada pelo mestre da guilda e por sua filha, Zera. Mas isso não abalava Mavis, porque uma vez sua mãe disse que as fadas nunca visitam pessoas que choram por seus problemas.
Quando a guilda é atacada, Mavis puxa Zera dos destorços e vai em direção a floresta. Sete anos se passaram, e os poderosos magos Warrod Sequen, Precht e Yuri Dreyer chegam a ilha, buscando uma Jade, uma poderosa pedra preciosa. Esta jornada mudaria o curso da historia magica…


Primeiras Impressões


Gapso: Não há muitos motivos para eu comentar sobre Fairy Tail Zero já que é apenas um arco do mangá spin off entre a saga Tartarus e o próxima saga.

Direção, produção e estúdio, é tudo a mesma coisa do Fairy Tail que já vem saindo. Isso é realmente frustante para mim. Eu queria que fosse um anime a parte com uma produção diferente(e até quem sabe com um estúdio diferente? sonhar faz bem) da série original.
Há muita inconsistência na animação, as cores SEMPRE são horríveis. São cores apagas que me deixam muito bravo porque deixam o anime menos "vivo". Parece que fica tudo chato e sem graça. E nem mesmo boas cenas de ação eles não estão sendo capazes de fazer.

É claro que, existem alguns poucos episódios que são exceções, que até saem algo legal mesmo não sendo nada "uau" ou coisa acima da média. Realmente espero que eles caprichem nesse arco, que vai contar uma história muito bacana sobre o começo da guilda que é muito importante de se ver e merece ser bem produzido.


Parece que os episódios serão intercalados entre a saga Fairy Tail Zero após metade do episódio, tendo o começo com Natsu e Happy seguindo suas jornadas juntos após o término da guilda. Não deu para analisar muito o episódio por causa disso, pelo menos as cenas estavam bonitinhas de se ver (tirando as cores, as cores sempre estão péssimas). Nota: 2/5


grimgar
© A-1 Pictures
Título:
Hai to Gensou no Grimgar (Grimgar of Fantasy and Ash)
Gênero: Ação, Aventura, Drama, Fantasia
Estúdio: A-1 Pictures
Diretor: Ryosuke Nakamura
Data de estreia: 10 de Janeiro
Número de episódios: –
PV
Sobre: Viver não é fácil.
Quando Haruhito acorda, ele está no escuro.Ele não sabe onde está, porque está ali, e de onde veio.
Em torno dele há vários homens e mulheres nas mesmas circunstâncias.
Juntos, eles avançam para a frente para longe da escuridão, e um mundo que nunca viram antes chamado de “Grimgar” estende-se diante deles.
Memórias, dinheiro, poderes especiais – Esta é a realidade que nós que não temos nenhuma destas coisas obtivemos.

Primeiras Impressões


Gapso: E esse é o anime RPG da temporada. O que já vem se tornando comum a uns 2 anos pra cá. Como de costume, os personagens acordaram "do nada" nesse mundo, sem conhecimento de onde vieram e porquê estão ali. Ainda assim eles possuem vagas lembranças sobre a realidade que são mostradas em partes que eles dizem coisas sobre games e celular, porem logo depois se perguntam sobre o que estão dizendo. A textura no cenário do anime ficou realmente incrível, muito lindo de se ver. A animação também está bem consistente. É interessante o ponto de vista de narração do personagem, e como foi mostrado, eles enfrentam problemas reais(não possuem habilidades, poderes nem forças físicas fora do normal.), eles apenas possuem suas forças "normais". O anime parece que irá mostrar os problemas e o dia dia da turma do protagonista que tem personagens bem legais(como a menina que se acha gorda, e aquele encrenqueiro hiperativo). Só espero que esse não seja um daqueles animes que acaba com um final super aberto, sem concluir nada e que nunca tenha uma outra season. Nota: 4/5

Ivan_Artory: Mais um anime de RPG com aquela mesma sequencia de fatos onde os personagens acordando em um lugar desconhecimento sem saber como foram parar lá e sem lembrarem de nada, a história do anime ainda está muito em aberto e também há muitos mistérios a serem resolvidos sendo isso o que torna o anime interessante, eu particularmente fico na dúvida entre o phantasy star e esse anime como o melhor de RPG da temporada, mais uma coisa eu digo a história desse anime tem potencial. Nota: 3.9/5  


Tookan: Estúdio A-1 Pictures pela segunda vez trazendo um anime de RPG. Gostei muito desse anime, principalmente do backgroud que parece ter sido pintado com aquarela e da trilha sonora que parece tranqulizar nas partes mais pacificas. Os personagens que eu mais gostei foram a caçadora (Yume) e da professora do protagonista, a Barbara, espero que ela apareca em mais episódios. Um dos únicos pontos que não me agradou muito foi o fato do primeiro episódio ter sido um pouco enrolado, poderiam ter resumido essa partee poupado um tempo. Esse anime promete ser um dos melhores animes da temporada, pelo menos para mim. Nota: 4.5/5

dimension w
© Square Enix / Studio 3Hz / Orange
Título:
Dimension W
Gênero: Sci-Fi, Seinen
Estúdio: Studio 3Hz e Orange
Diretor: Kanta Kamei
Data de estreia: 10 de Janeiro
Número de episódios: 12
PV
Sobre: Em 2071, o problema de energia do mundo parece resolvido por uma rede de indutores interdimensionais, um “rolos” que extraem energia do que parece ser uma fonte infinita. Essa fonte é a dimensão W infinito, um quarto plano que existe para além das dimensões X, Y e Z.
Neste mundo, bobinas ilegais têm um poder que a polícia tentar contrariar. Lidar com essas bobinas é o trabalho de Kyoma, cujo encontro com android-coil Mira levar os dois para formar um par peculiar.


Primeiras Impressões

Gapso: Incrível. Só isso que posso dizer sobre esse episódio. Ele já me conquistou logo na abertura com o protagonista dançando. E que protagonista bad ass. Um cara frio, que faz serviços para uma organização em troca da sua "sobrevivência", o anime também deixou claro que ele tem problemas e vive do passado dele que ainda deverá ser explicado. o CG do anime é feito pela ORANGE, considerada a melhor empresa em fazer CG no Japão. É aquele tipo que também passa despercebido. O anime acabou com aquele guincho (Que trás algo que só será revelado ou descoberto no próximo episódio, então você fica na expectativa) e eu realmente não espero a hora do próximo. Nota: 5/5 

Ivan_Artory: Nicolas Tesla foi um gemio no campo engenharia mecânica e eletrotécnica, e ver uma de suas ideias sendo adaptadas em um anime de tão alto nível! Uma das ideias de Tesla era utilizar a energia cósmica como fonte limpa/infinita/gratuita como fonte de energia elétrica. Sendo essa teoria a base da história. Como se não bastasse , ainda me colocam a opening mais f.@$ desde death parade! Estou sinceramente aguardando fortemente o próximo episódio!!!, é sem dúvida nenhuma, um anime que eu indicaria para alguém assistir. Ps personagens então tem uma mistura de Gangster com tecnologia, que massa!!!. Nota 5/5

Tookan: Sem dúvidas a melhor estréia da temporada, o anime me conquistou já na abertura fodastica. Ótima qualidade de animação belos cenários e uma trilha sonora imersiva. Fiquei um pouco curioso para saber mais do passado do protagonista, parece que o passado do Kyoma foi interrompido por causa das bobinas, e agora ele faz de tudo para acabar com elas, mas será que essa é uma boa idéia mesmo? Esse anime parece ser um dos mais promissores dessa temporada, espero que eu não me decepcione no final. Nota: 5/5

schwarzesmarken
© Liden Films
Título:
Schwarzesmarken (Spin-off de Muv-Luv Alternative)
Gênero: Ação, Drama, Mecha, Militar, Sci-fi
Estúdio: Liden Films
Diretor: Tetsuya Watanabe
Data de estreia: 10 de Janeiro
Número de episódios: –
Sobre: A história é estrelada pelo pelotão 666 dos TSF(Tactical Surface Fighters) do exército da Alemanha Oriental, conhecido como “Schwarzesmarken“. Eles são uma unidade de assalto especial que enfrentam os invasores alienígenas BETA usando táticas não convencionais. Suas ordens sempre tem a prioridade mais alta, por isso ignoram seus aliados, mesmo quando pedem ajuda e se concentram no que eles têm de fazer, sem qualquer distração.
Esta é a história de batalhas e conflitos políticos do esquadrão durante o ano de 1983.

Primeiras Impressões

Tookan: O anime é um spin-off de outro título, Muv-Luv Alternative, mesmo eu não tendo visto o original eu gostei desse spin-off. Pelo fato do anime se passar na alemanha eu no começo estranhei um pouco com o nome dos personagens, mas isso é o de menos. A animação boa por enquanto, mas como esse é o primeiro anime Mecha desse estúdio eu estou um pouco receoso. O primeiro episódio foi mas legal do que imaginava mostrando que no futuro vai ter muita política envolvida. Eu gosto muito de animes mecha e esse me lembrou Aldnoah.Zero, só espero que ele não tenha um final decepcionante. Nota: 3/5

nijiiro days
© Production Reed
Título:
Nijiiro Days (Rainbow Days)
Gênero: Comédia, Shoujo, Slice of Life
Estúdio: Production Reed
Diretor: Tetsuro Amino
Data de estreia: 10 de Janeiro
Número de episódios: 26 (13min)
Sobre: A historia gira em torno de um grupo de quatro estudantes que são grandes amigos: Natsuki, Tomoya, Keiichi e Tsuyoshi.
Nenhum dos quatro participam de clubes, e se dedicam a passar os dias juntos se divertindo, sendo que o tema principal de conversa é o amor. Natsuki gosta de Anna, uma garota de outra classe, e seus amigos tentam meter-se no assunto para ajuda-lo.


Primeiras Impressões

Gapso: Mais um anime curta, dessa vez com mais de 10 minutos. O episódio mostrou um dos garotos (que não deverá ser o protagonista porque parece que cada episódio terá foco em um) que terminou com a namorada e queria conquistá-la de volta, então ele tentava de tudo para se aproximar dela, mas acaba em cenas muito engraçadas de assistir. Já os amigos dele que tentavam o ajudar ficavam dando aquele fanservice estranho, enquanto só ele tinha foco em uma menina ali. É um bom entretenimento para quem não tem tempo a perder. Nota: 3/5


ouya-san wa shishunki
© Seven Arcs Pictures
Título:
Ooyasan wa Shishunki!
Gênero: Comédia, Slice of Life
Estúdio: Genco e Seven Arcs
Diretor: Yuuki Ogawa
Data de estreia: 10 de Janeiro
Número de episódios: 12 (2min)
Sobre: O mangá segue o dia a dia de um rapaz que está vivendo sozinho pela primeira vez depois de encontrar um emprego. No seu pequeno apartamento, sem banheiro, ele encontra uma proprietária que se parece com uma irmã mais nova. Ela não cozinha nem faz trabalho doméstico, por isso às vezes parece ser uma avó, mas ela também gosta de ter uma vida normal do ensino médio com seus amigos.



Primeiras Impressões

Gapso: Poxa, como eu queria que esse short tivesse o tamanho de um episódio normal! Acho que seria um slice of life bem legal. Não deu pra conhecer muito nesse episódio por ser bem pequeno. Conhecemos a proprietária do apartamento do protagonista que é uma loli e sua vizinha no qual sua personalidade não diz muito. Como esse episódio foi apenas uma pequena introdução fica difícil dar uma nota, porém eu vou dar uma bem otimista. Nota: 4/5

Tookan: Mais um short nessa temporada (bem curto digasse de passagem). Curtas assim só são bons para passar o tempo e dar algumas risadas porque ele é tão curto que você nem nota quando acaba, mesmo assim o anime foi bem legal e a vizinha dele parece ser muito engraçada. Nota: 3/5 

ao no kanata
© Gonzo
Título:
Ao no Kanata no Four Rhythm (Aokana)
Gênero: Drama, Romance, Escolar, Sci-fi
Estúdio: Gonzo
Diretor: Fumitoshi Oizaki
Data de estreia: 11 de Janeiro (exibição especial do 1º episódio em 26 de dezembro)
Número de episódios: –
PV
Sobre: A história se passa em um arquipélago de quatro ilhas localizado ao sul de um moderno Japão. Depois da descoberta de uma substancia chamada anti-grávitons, veio a invenção dos sonhos: sapatos que permitem que as pessoas voarem pelos céus (“grash”). Eles introduziram as pessoas em um novo domínio, permitindo o voo com apenas da própria força do corpo, sem penas ou motores. Isso levou ao surgimento de um esporte, o “Flying Circus” (briga de cães de raça).
O protagonista, que tinha um grande futuro no esporte desistiu de tudo depois de uma derrota esmagadora. No entanto, ele conheceu a estudante transferida Haruka Kurashina, e ao ensiná-la a voar pelos céus, a velha paixão retorna, e ele participa do Flying Circus novamente

Primeiras impressões

Gapso: Muito interessante esse anime. Uma heroína moe toda atrapalhada que é transferida para a escola do protagonista que a ensina sobre esses tênis voadores. Além dela, outras personagens muito bem caracterizadas são apresentadas, todas moe pelo visto (escolham sua waifu!). O design das personagens são bem legais e me lembrou um pouco Kantai Collection.

Na segunda parte do episódio foi mostrado o esporte em que o anime será focado, que parece ter uma proposta bem interessantes por mais que o episodio não tenha o mostrado a sério. Espero que haja não só a progressão da heroína e do protagonista do anime, mas que todas as personagens sejam um pouco exploradas, pois são varias personalidades que foram mostradas. Nota: 3.5/5

Tookan: O primeiro episódio foi bem cativante, eu gosto muito quando a heroína é meio atrapalhada e avoada. As personagens são bem diversificadas, uma parece que é bipolar por causa da pressão alta que faz com que ela fique com muito sono pela manhã, e a até disse que é escrava dela. Também gostei muito dessa tecnologia desses sapatos que permitem as pessoas voarem e me parece que o anime vai saber bem como explorar isso. Nota: 4/5


saijaku muhai no bahamut
© Lerche
Título:
Saijaku Muhai no Bahamut (Undefeated Bahamut Chronicle)
Gênero: Ação, Ecchi, Fantasia, Harém, Romance, Escolar, Sobrenatural
Estúdio: Lerche
Diretor: Masaomi Ando
Data de estreia: 11 de Janeiro (exibição do 1º episódio em evento dia 20 de dezembro)
Número de episódios: 12
PV
Sobre: A história é estrelado por Lux, o ex-governante de um império chamado Arcadia que caiu em uma rebelião há cinco anos. Lux inadvertidamente entra na área de natação de uma residência feminina, onde ele vê a nova princesa do reino, Lisesharte, nua, e a deixa com raiva. Lux desafia Lisesharte para um duelo de Drag-Ride que são armas mecanizadas retirados de antigas ruínas em todo o mundo. Lux costumava ser considerado o mais poderoso Drag-Knight, mas agora considerado um covarde porque não ataca em combate. Depois de seu duelo com Lisesharte, acaba vendo as mulheres que frequentam a escola onde eles treinam meninas para se tornarem Knights.


Primeiras impressões

Tookan: Esse anime me lembrou Juuou Mujin no Fafnir que foi ao ar no mesmo período, mas no ano passado. Tenho boas expectativas nesse anime, mesmo ele sendo um clichê com escola mágica, heroina pelada, duelo entre protagonista e heroina, etc. Nesse primeiro episódio podemos ver que o protagonista tem alguma ligação direta com o que aconteceu há 5 anos atrás, talvez até seja ela o piloto do Drag-Ride negro. O estúdio é bom então eu tenho muitas esperanças nesse anime. 

kono subarashii sekai ni shukufuku
© Studio Deen
Título:
Kono Subarashii Sekai ni Shukufuku wo!
Gênero: Aventura, Comédia, Fantasia, Romance, Sobrenatural
Estúdio: Studio Deen
Diretor: Takaomi Kanasaki
Data de estreia: 13 de Janeiro
Número de episódios: 12
PV
Sobre: A vida de Satou Kazuma, um hikikomori que gosta de jogos, muito em breve chegou ao fim por causa de um acidente de trânsito… Deveria ser, mas quando ele acorda, uma linda menina deusa aparece diante de seus olhos. “Ei, eu tenho algo um pouco agradável para você. Quer ir para outro mundo? Você pode ter apenas uma coisa de sua escolha junto com você. Então eu vou levá-lo”. Daqui em diante, a grande aventura de subjugar o Demon King começará para Kazuma reencarnado, Ou assim se poderia pensar, mas é o trabalho para a obter alimentos, roupas e abrigo começa! Apesar Kazuma querer viver em paz, a deusa acaba causando problemas, um após outro, e eventualmente, eles atraem a atenção do exército do rei demônio.


Primeiras Impressões

Tookan: Nossa, que episódio ótimo, uma das melhores estréias na minha opinião. Foi bem nostalgico ver esse episódio, me lembrou da época em que eu jogava Ragnarok Online, teve a parte da criação de personagens, escolheram a classe, entraram para uma guild, escolheram profissões, pura nostalgia. O começo do anime me lembrou muito Outbreak Company com o personagem recluso com um alto conhecimento em jogos e no mundo otaku que foi parar em outro mundo involuntáriamente, e eu achei isso bem legal, porque também gostei muito do anime. Parece que no proximo episódio a Mage vai ser intruduzida na história, mas eu não consigo esperar para eles mostrarem a Crusader, acho que vou gostar muito dela. Nota: 5/5

Gapso: Muito legal! O anime faz junção daquela situação "clássica" de um personagem ir para um mundo fantasioso, porém com muita comédia e um humor fantástico. O personagem "morre" apos literalmente se mijar de medo quando vai proteger uma garota de ser atropelada, e é ai que tudo acontece. Ele acaba escolhendo ir para esse "mundo paralelo" e chama a Deus que levaria ele para o céu para ir junto a ele. E ai que as coisas começam! Eles vão logo achando que vão estar em um mundo rpg maravilhoso, que vão ser fortes e lutar contra monstros. Porém não é isso o que acontece. Eles acabam entrando numa guilda e nem sequer têm dinheiro para pagar a taxa de inscrição (o fato da heroína ser uma Deusa acaba não ajudando, ninguém acredita quando ela diz ser uma). 

Então é mostrado no fim do episódio eles tendo todo um trabalho braçal, praticamente como pedreiros na guilda que entraram. foi muito engraçado. O anime parece abordar problemas "reais" que eles terão que enfrentar, porém logo já irão para uma jornada. É realmente um anime muito divertido. Nota: 4.5/5


ajin
© Polygon Pictures
Título:
Ajin
Gênero: Aventura, Horror, Mistério, Seinen, Sobrenatural
Estúdio: Polygon Pictures
Diretor: Hiroyuki Seshita e Hiroaki Andou
Data de estreia: 16 de janeiro
Número de episódios: 13
Transmissão internacional: NETFLIX
PV
Sobre: Os Ajin são os seres humanos que não podem morrer e que apareceram pela primeira vez em um campo de batalha na África há 17 anos. Desde então, mais deles foram descobertos entre os outros membros da sociedade humana. Sendo tão raro, o governo está disposto a recompensar generosamente qualquer um que os capture um para seus experimentos. Actualmente, a vida de um estudante normal do ensino médio chamado Kei fica de ponta cabeça quando depois de um acidente fatal descobre ser um Ajin. Com a ajuda de seu melhor amigo, Kei tenta esconder o que é realmente, até que um grupo de Ajin o encontra e lhe propõem que se junte a eles em uma ofensiva contra a humanidade.


Primeiras Impressões

Gapso: Como vi uma página dizendo, este é o "Tokyo Ghoul full CG". haha, brincadeiras a parte, vamos lá:

Eu realmente fiquei encomodado com o CG apresentado no anime, em boas partes tava até aceitável, tudo bem. Mas em cenas de movimentação como a do protagonista saindo da escola, e até mesmo a do tiroteio no começo do episódio me deixaram realmente aflito. Movimentos muito robóticos, que eu não suporto. "mas nossa, que preconceito contra full cg". Gosto é gosto, não é? Eu prefiro o bom e velho 2D. Mas enfim, a história é muito boa, ela até compensa o fato de eu não gostar do full cg do anime, vai ser uma verdadeira luta pela sobrevivência do protagonista contra a humanidade e o governo (ta ai a diferença de tokyo ghoul e ajin). Vamos ver o que vai dar, só não vou dar uma nota excelente pelos motivos já ditos, vou ser imparcial. Nota: 3.5/5

Título:
Momokuri
Gênero: Comédia,Romance,Slice of Life
Estúdio: Satelight
Diretor: Yoshimasa Hiraike
Data de estreia: janeiro
Número de episódios: ONAs
Sobre: Uma garota finalmente consegue chamar o menino que gosta para sair. Ela parece ser normal, mas é uma stalker que toma nota de todas as atividades do garoto e fica tirando fotos escondidas enquanto ele faz algo "fofo". O garoto por outro lado, é inexperiente em romance e só quer fazer a protagonista feliz.








Primeiras Impressões





* Alguns curtas não foram inclusos na lista.

14 comentários:

  1. Divine Gate ta duplicado :v

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelo aviso, já arrumamos a postagem!

      Excluir
  2. Muito boa suas analises, gostei de alguns animes que vou começar assistir.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado! Não esqueça de também dar sua opinião sobre os animes :)

      Excluir
  3. Faltou falar sobre kougaku no pandora, prefiro animes de ação então não assisti muitos ainda. boa sorte pra voces, foram boas análizes, parabéns:)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então, os episódios são comentados após serem assistidos e analisados pela Staff, provavelmente esse Anime está na fila para ser Analisado, agradecemos seu comentário a respeito :).

      Excluir
  4. Não dei conta de assistir o anime Schwarzesmarken, esperando analise para ver se eu estou errado ao seu respeito.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tookan acabou de comentar sobre.

      Excluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. Que show! Estou vendo um pouco mais da metade desse animes comentados e concordei com praticamente todas as opiniões. Obrigado e parabéns pelo trabalho.

    ResponderExcluir
  7. Não concordo com a analise mau feita pelo Tookan em relação a divine gate, acho que está julgando o livro pela capa, realmente pior analise que vi até agora.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. haha, você tem razão. Ele realmente não gostou do anime. foi eu quem pedi pra ele fazer escrever algo a respeito (ele esculachou :p).

      Excluir
  8. Espero que Prince of stride : Alternative seja parecido com aquele clima do Free! e ate o episodio 7 isso ja foi demonstrados e algumas cenas e com alguns personagens

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não assisti free por não gostar. Creio que tem mais fanservice que prince of stride (posso estar errado). O anime tem um pouco disso, mas tem um bom foco na história.

      Excluir


HGS Anime - 2016